terça-feira, 31 de agosto de 2010

pensamento perturbante;

Era outono e lá fora as folhas caiam das árvores, uma a uma. Eu estava sentado navaranda, observando como as folhas daquelas árvores caiam lentamente para darlugar a novas, que por sua vez eram mais fortes e bonitas; tentei comparar issocom o mundo dos humanos, aonde pessoas morrem para dar lugar a novas que nascemcheias de vitalidade e esperanças. E assim como as folhas nós humanos tambémvamos perdendo as cores dos cabelos, perdendo a textura da nossa pele, vãoperdendo nossa força lentamente até que não aguentamos mais e por fim partimos.Esse é o resultado do regente da vida, o tempo, ele não para, ele não volta,ele somente passa, e quando percebemos, a árvore da vida resolveu trocar defolhas novamente, e chega nossa hora de partir;

Nenhum comentário:

Postar um comentário